blogINDIE 2006


Recap Fest 17/04: Versão Modo de Segurança

(desculpe-nos pelo atraso do post: o computador está lentamente se esvaindo; um novo será providenciado e as atividades no site retornarão ao seu... "normal"?)

>> Bilheteria 1: Grindhouse é oficialmente um fracasso de bilheteria, caindo da 4a. para a 10a. posição na segunda semana. A expectativa de sucesso foi gerada pelos nomes associados ao projeto, mas a aura dos filmes que homenageam imperou, já que grindhouses não são exatamente filmes de apelo popular. Sem contar uma sessão dupla de 3 horas de duração, uma ousadia que definitivamente deve ter assustado o espectador médio, impaciente. Harvey Weinstein declarou que pretendia relançar os filmes separadamente nos EUA. Uma reportagem no jornal O Globo deu a entender que a Europa Filmes, distribuidora do filme no Brasil, decidiu separar também o lançamento dos filmes (o primeiro em agosto, o segundo, dois meses depois), quando é conhecido que a venda dos filmes independentemente foi uma estratégia dos Weinstein (até onde eu sei, a Europa fez esforço para trazê-los como um longa só). A data do laçamento nacional foi determinada pelas agendas de Tarantino e Rodriguez, que virão ao Brasil promover os filmes. UPDATE: começaram a chover notícias de que durante o segundo fim de semana, os cinemas estavam separando os filmes Planet Terror e Death Proof. A verdade é que o departamento de marketing da Weinstein Co. estava testando novas possibilidades de approach para tentar fazer o filme funcionar no mercado. Como tanto a versão double feature quanto as versões separadas fracassaram, os Weinstein já não mais relançarão os filmes separadamente nos EUA, preferindo deixar que Grindhouse morra lentamente na bilheteria e acelerar o lançamento do DVD, que inclusive virá sem nenhum extra de destaque.

>> Bilheteria 2: Mais surpresa do que o sucesso do teen thriller Disturbia (estrelando o bola-da-vez Shia LaBoeuf) foi o lançamento da versão cinematográfica do desenho da faixa adultswim no Cartoon Network: Aqua Hunger Teen Force Colon Movie Film For Theaters. Deixe-me explicar por que estou ansioso para assisti-lo: 1) é o filme cuja promoção fez parar Boston, confundida com uma ameaça de bomba (o governador deve estar se sentindo idiota por ter feito escândalo por causa de um desenho sobre um milkshake, um pacote de batata-frita e uma almôndega suburbanos); 2) é produzido e editado por Jay Wade Edwards, cujo longa-metragem Stomp! Shout! Scream! foi exibido no INDIE 2006; 3) a cena de abertura que transforma os avisos usuais sobre comportamento no cinema ("faça silêncio, desligue seu celular, etc.") num musical heavy-metal aparentemente imperdível, com direito a palavrões inomináveis, e principalmente; 4) me disseram que um dos piores filmes já feitos, ao ponto de deixar os fãs mais maconheiros frustrados. Quando eu ouço que um filme é insuportavelmente ruim, me sinto provocado a assisti-lo imediatamente: tal qual aquelas camisetas com os dizeres "Eu Sobrevivi a Kumba, maior montanha-russa invertida do mundo", eu quero mostrar que eu agüentei até o fim, que sou macho para caralho porque agüentei até os créditos finais. Na realidade, as críticas tem sido até favoráveis ao filme, considerando-o uma obra absurdista instigante. Estou postando isso porque, apesar de tudo, Aqua Hunger Teen Force foi o filme mais lucrativo da semana: seu orçamento de menos de 1 milhão triplicado logo no lançamento. O filme ocupou um respeitável 11o. lugar. E 5) O Melhor Poster dos Últimos Tempos, referenciando um dos grandes filmes da história, Férias Frustradas. Eu DESEJO essa coisa na minha parede!

>> Entrando em Cannes: Gael García Bernal é presidente do júri da Semana da Crítica. Martin Scorsese vai dar aulão (só se for de geometria, porque de cinema... tá maus). Stephen Frears é o cabeça do júri da Mostra Competitiva Principal. 13 Homens e Um Segredo irá manchar o carpete vermelho numa exibição fora de competição. Smiley Face, comédia nonsense sobre as desventuras de uma Anna Faris cheia de maconha na cabeça dirigida por Gregg Araki, está na Director's Fortnight, assim como Chop Shop de Ramin Bahrani (Man Push Cart, que pessoalmente não gostei, mas o talento de Bahrani e de toda a equipe fica evidente). Héros de Bruno Merle abrirá a competição Semana da Crítica. Toda a programação de Cannes sai nessa quinta-feira.

>> Entrar em Cannes é mais gostoso se for juntinho: 33 diretores faznedo curtas de 3 minutos sobre sua perspectiva atual sobre o cinema enquanto espaço físico além de transmitir uma idéia de paraíso. Os curtas serão amarrados num longa de 100 minutos em comemoração ao 60o. aniversário do Festival de Cannes. Título: To Each His Own Cinema. Gente: Angelopoulos, Assayas, Dardenne, Salles, Konchalovsky, Lelouch, Loach, Polanski, De Oliveira, Hsaio Hsien, Kaurimaki, Gitai, Kiarostami, Kitano...

>> Tá dentro, tá fora: depois de meros três dias de filmagens, Chow Yun-fat abandonou as filmagens de Battle of Red Cliff, retorno de John Woo às raízes no qual Yun-fat seria (foi?) o protagonista. Os motivos variam entre um possível ataque de estrelismos da parte de Yun-fat que fazia "cem exigências impossíveis" e o produtor americano enfiou o pé no chão, e reclamações de Yun-fat que, recebendo o roteiro em cima da hora, não teve tempo de se preparar adequadamente para o papel. Rumores que um antigo amigo de Woo irá substituir Yun-fat no longa.

>> La Chinoise: a Comissão Cinematográfica Chinesa está toda prosa de enviar 6 filmes para a seleção Cannesiana. Títulos como The Knot, Tokyo Trial e Love In The City. Lembrando a celeuma "Summer Palace" do ano passado, os filmes podem ser inscritos independentemente da Comissão Nacional. O rebelde da vez é The Sun Still Rises de Jiang Wen.

>> Abaxitong Assinathakul: mesmo declarando-se satisfeita com o filme Syndromes And A Century, a comissão de censura cinematográfica da Tailândia exigiu que quatro cenas fossem editadas para o lançamento local do longa-metragem. De acordo com o Bangkok Post, as cenas de conteúdo questionável eram a de um monge tocando guitarra, um grupo de médicos bebendo uísque no porão de um hospital, um médico beijando sua namorada dentro do vestiário do hospital e dois monges brincando com um UFO de controle-remoto. E eu quero ver um filme que contenha tudo isso. O diretor, Apichatpong Weerasethakul (escrevi de cabeça, visse?), em resposta, suspendeu o lançamento do filme e declarou:

"Eu, enquanto um cineasta, trato as minhas obras como trato meus filhos e filhas. Eu não ligo se as pessoas os amam ou os desprezam, desde que eu os tenha criado com as melhores intenções e o máximo de esforço. Se as minhas criações não podem viver livres nesse país, deixem-nos ser livres. Não há motivo para mutilá-los por medo do sistema. De outra forma, não existe motivo para um indivíduo continuar fazendo arte."

Se você quiser se expressar, faça como este que vos fala e assine o abaixo-assinado a favor de Weerasethakul e contra a censura nesse link. Como prêmio, eu deixo o melhor link da semana para você visitar depois: "Invisible LOL Cats" - fotos de gatos operando maquinárias invisíveis com direito a legendas explicativas.

>> Miike Madness: ele ainda tem que lançar a versão japonesa de Django, a versão cinematográfica do game da Sega, Yakuza (com Kazuki Kitamura no papel principal!), foi anunciado o remake do longa Daimajin, para a Kadokawa Pictures pelas mãos do diretor, a mesma por trás de The Great Yokai War, além de uma possível adaptação cinematográfica de um personagem de mangá. Aliás, a Media Blasters levará Zebraman (de 2004) para território americano ainda esse ano. Nunca é tarde para mais Miike.

>> Trailer do novo filme de Takeshi Kitano, Kantoku - Banzai!, uma comédia absurda aparentemente no mesmo tom do divertido Takeshis!, destinado a morrer inédito no Brasil. Veja aqui.

>> Será que agora vai? D-War, superprodução sul-coreana que há anos não consegue sair do Macintosh da empresa que lida com os efeitos especiais (o filme já passou por não sei quantos tratamentos digitais), parece que finalmente estréia durante as férias de julho em seu país de origem. Dirigido por Shim Hyung-rae, D-War mostra os dragões das lendas coreanas acordados no presente e destruindo Los Angeles, correndo atrás de Jason Behr, Amanda Brooks, Robert Forster e muitos outros anglófonos.

>> Continuação de Shaolin Soccer será feita no Japão. Stephen Chow será apenas o produtor (toque de caixa, alguém?) e o futebol será substituído por lacrosse. Vai entender.

>> Vídeo semanal obrigatório de Paul Rudd: Rudd e David Wain sobrem ao palco do show do Of Montreal para cantar "More Than a Feeling" do Boston. Platéia não acredita no momento.
  Bernardo Krivochein    terça-feira, abril 17, 2007
 
 
[^] ir para o topo
INDIE :: Mostra de Cinema Mundial

Zeta Filmes | INDIE FESTIVAL | 
::: visite o web-site do indie 2006
     + Zeta Filmes
     + Indie - Mostra de Cinema Mundial
     + Fluxus
     + New Directors New Films
     + Plexifilm
     + IndieWIRE
     + Le Cube
     + Jonas Mekas
     + Miranda July
     + Cao Guimarães
     + Moira Hahn
     + Roberto Bellini
     + Gisela Motta&Leandro Lima
     + Howie Tsui
     + Motomichi
     + CarlosMagno Rodrigues
     + Ain´t It Cool News
     + Midnight Eye
     + Twitch Film
     + Blog Ilustrada no Cinema
     + Kofic
     + Anthony Kaufman´s Blog
     + Sundance Film Fest
     + Centre Pompidou
     + Pocket Film Festival
     + Blog do Itaulab
     + Rotterdam Film Festival
     + MovieMobz
     + Cinemateca Francesa
     + Unifrance
     + Fundação Japão
::: edições anteriores
     + 2006
::: últimos posts
+ Por que "The Virgin Stripped Bare By Her Bachelors...
+ Dreamachine: Pesadelo dos Filmes Estrangeiros nos ...
+ Recap Fest 30/3 >> Da série "Juntinho é mais gost...
+  "Na Cama" de novo diretor chileno É sempre bom...
+  New Directors/New Films 2007 E não só de filme...
+  New York Underground Film Fest começa hoje apres...
+  Éste no es Benicio x_d
+  Falando de cinema, brincando de cinema Você fala...
+ Recap Fest 21/3 >> Antes a gente noticiou que Ala...
+ Um filme perdido parte II: HIM de Ed D. Louie Num...
::: arquivos
 
    Este blog é escrito por:
     + Daniella Azzi
     + Francesca Azzi
     + Fale Conosco