blogINDIE 2006



Museu dos corações partidos

Roland Barthes escreveu em seu livro "Fragmentos de um discurso amoroso": Dois poderosos mitos fizeram-nos acreditar que o amor podia, devia sublimar-se em criação estética: o mito socrático (amar serve para criar uma multidão de belos e magníficos discursos) e o mito romântico (produzirei uma obra imortal escrevendo a minha paixão).
Que o amor, ou mais ainda a sua perda, serve para criar discursos verbais ou visuais já sabíamos. Mas de maneira inédita, o amor origina um museu. The Museum of Broken Relantionships ou em bom português ( traduzido da matéria da Der Spiegel,leia aqui tradução da Folha Online) como o Museu dos Relacionamentos Fracassados.

Em cartaz num prédio velho na Berlim Oriental, este museu poderia ser muito bem confundido com um mercado de pulgas onde o passado se apresenta em pedaços, em cacarecos, (objetos esquecidos, deixados, dados ao outro, por ele bem lembrado). Ready made dos infernos pessoais, cada objeto conta a história de um relacionamento de seu ex-dono. Os organizadores do museu itinerante que começou de maneira curiosa na Croácia pedem que as pessoas de cada lugar doem seus objetos e suas narrativas a respeito.

"Zvnonimir Dobrovic (quem está organizando a exposição em Berlim) explica que a idéia nasceu quando dois artistas de Zagreb, Olinka Vistica e Drazen Grubisic, romperam e quiseram fazer algo criativo com os vestígios de seu relacionamento. "Eles reuniram todos seus objetos e depois pediram os dos amigos", explica. "A imprensa interessou-se e as pessoas começaram a doar itens."Logo, os artistas tinham um trailer cheio de objetos, e o Museu de Relacionamentos Fracassados nasceu."

Que graça será que tem ver um antigo vestido de noiva, uma cafeteira, um machado ou algemas de pelúcia rosa? Talvez aquilo que não está visível nos objetos da Praça Benedito Calixto em São Paulo, ou no mercado de pulgas de nenhuma cidade, sejam as pequenas narrativas que acompanham cada objeto. Se este está no lugar de uma dor, de uma lembrança que não quer se apagar, vá lá e o transforme em algo simbólico? Como as seguintes anotações, a partir de uma prótese que está no Museu:

PRÓTESE - Zagreb, 1992: Em um hospital de Zagreb conheci uma assistente social bela, jovem e ambiciosa do Ministério da Defesa. Quando ela me ajudou a conseguir certos materiais que eu precisava para minha prótese, pois era inválido de guerra, o amor nasceu. O membro protético durou mais do que nosso amor. Era feito de material melhor!

Há um site do Museu, para quem quiser, nesta era pós-objetos, decifrar:http://www.brokenships.com/
  Francesca Azzi    sexta-feira, outubro 26, 2007
 
 
[^] ir para o topo
INDIE :: Mostra de Cinema Mundial

Zeta Filmes | INDIE FESTIVAL | 
::: visite o web-site do indie 2006
     + Zeta Filmes
     + Indie - Mostra de Cinema Mundial
     + Fluxus
     + New Directors New Films
     + Plexifilm
     + IndieWIRE
     + Le Cube
     + Jonas Mekas
     + Miranda July
     + Cao Guimarães
     + Moira Hahn
     + Roberto Bellini
     + Gisela Motta&Leandro Lima
     + Howie Tsui
     + Motomichi
     + CarlosMagno Rodrigues
     + Ain´t It Cool News
     + Midnight Eye
     + Twitch Film
     + Blog Ilustrada no Cinema
     + Kofic
     + Anthony Kaufman´s Blog
     + Sundance Film Fest
     + Centre Pompidou
     + Pocket Film Festival
     + Blog do Itaulab
     + Rotterdam Film Festival
     + MovieMobz
     + Cinemateca Francesa
     + Unifrance
     + Fundação Japão
::: edições anteriores
     + 2006
::: últimos posts
+ Além da Cúpula do Trovão Uns com tanto, outros co...
+  Algumas razões ainda para ver as Maletas de Tuls...
+ Re-Curadoria: Festival do Rio 2007 1. INLAND EMP...
+  Banimento e Onipresença Um dos filmes mais insti...
+  Prefiro Manhattan na tevê do que filas no Arteple...
+  Seja Curador por um dia!! Esta brincadeira é bo...
+ Todo mundo só vai querer saber de Jia Há muita...
+  Assista aos filmes japoneses da Mostra SP A Fund...
+  RIOFAN: Rio de Janeiro ganha um Festival de Cinem...
+  Mostra de SP: Babenco está lúcido? Começaram as ...
::: arquivos
 
    Este blog é escrito por:
     + Daniella Azzi
     + Francesca Azzi
     + Fale Conosco